Batman # 38 – Novos 52

Por Ricardo Malta Barbeira
Data: 5 fevereiro, 2016

Batman # 38Editora: Panini Comics – Revista mensal

Autores: Anarquia – Parte 1 (Detective Comics # 37) – Francis Manapul e Brian Buccelato (narradores);

Anarquia – Parte 2 (Detective Comics # 38) – Francis Manapul e Brian Buccellato (narradores);

Mansão Arkham – Um lar para os criminalmente insanos – Capítulo 1 (Arkham Manor # 1) – Gerry Duggan (roteiro), Shawn Crystal (arte) e Dave McCaig (cores).

Preço: R$ 7,90

Número de páginas: 72

Data de lançamento: Setembro de 2015

Sinopse

Detective Comics – Os limites da Anarquia.

Mansão Arkham – Após a destruição do Asilo Arkham, os mais perigosos criminosos de Gotham precisarão de um novo lar.

Positivo/Negativo

Dando um tempo em Fim de Jogo, este número traz como destaque um novo arco de Detective Comics, em que Anarquia começa a por em prática um misterioso plano para Gotham City.

Ao mesmo tempo em que Anarquia pratica atos de terrorismo, ele também infla a população da cidade a se rebelar contra o status quo vigente.

Por sinal, fica evidente a referência do envio de máscaras aos moradores de Gotham com o que ocorre na similar – e emblemática – cena do filme V de Vingança.

Ainda que a história não empolgue muito nessas duas primeiras partes, a arte da dupla Manapul e Buccellato é algo que sempre vale a pena conferir.

Para fechar a edição, tem início a série Mansão Arkham (Arkham Manor), continuação direta dos fatos mostrados em Batman Eterno # 30.

Com a destruição do Asilo Arkham, o prefeito de Gotham resolve confiscar a Mansão Wayne e utilizá-la como o novo endereço para os maiores psicóticos da cidade.

Além do roteiro insosso, a arte irregular também não contribuiu para o leitor ter uma boa expectativa quanto à série.

Quanto à edição, passou um errinho de revisão no primeiro balão da página 31: “Estão tudo bem”, em vez de “Está tudo bem”.

Classificação

2,5

• Outros artigos escritos por

.