Modelo vivo, novo livro de Laerte, é lançado na Comix Book Shop

Por Marcelo Naranjo
Data: 1 novembro, 2016

No dia 5 de novembro, sábado, das 15h às 17h, a cartunista Laerte Coutinho lança o livro Modelo Vivo (88 páginas, R$ 49,00) na Comix Book Shop (Alameda Jaú, 1998), em São Paulo/SP. Essa é sua primeira obra autoral a ser lançada pelo Barricada, selo de quadrinhos da Boitempo.

Durante o evento, a autora de personagens icônicos como os Piratas do Tietê e Los 3 Amigos realizará uma sessão de autógrafos.

A Laerte que emerge dessa abertura para novas questões e desafios está presente nos desenhos baseados em modelos humanos, produzidos no decorrer de um curso livre organizado em 2013, junto com o filho Rafael Coutinho. Neles, Laerte retorna às origens, antes da profissionalização e deixa de lado vários procedimentos que consolidaram seu lugar na história gráfica, como o uso de personagens e o traço “humorístico”.

O livro também remete a um retrato histórico, por trazer uma seleção de HQs – algumas já publicadas, outras pouco conhecidas e um inédita – publicadas nas décadas de 1980 e 1990, em fanzines e revistas da Circo Editorial, como Chiclete com Banana, Piratas do Tietê, Geraldão, Circo e Cachalote.

O volume é organizado por Toninho Mendes, ex-editor das revistas da Circo Editorial.

modelo_vivo

• Outros artigos escritos por

.

  • Dyel Dimmestri

    Uma das grandes mestras da HQ nacional com um trabalho novo…
    Sem dúvida, IMPERDÍVEL! !

  • O Laerte virou o Frank Miller brasileiro. Tá numa fase de “vou fazer o que eu quiser e foda-se”. Levou esse lema até as últimas consequências e, pela capa do negócio,parece que a sua arte está sofrendo do mesmo sintoma.

    • Silvio César

      Deve ser por isso que Laerte é uma artista. E se artista for pra fazer aquilo que o povo espera dele deixa de ser artista. Laerte está acima desses ilustradores mundanos…

      • Marquito Maia

        E devo acrescentar que a arte do/da (who cares?) Laerte continua linda como sempre, visto seu trabalho em STORYNHAS, nas charges da FSP e nas tiras diárias de Piratas do Tietê.

      • Mas quando o artista deixa de fazer arte ele deixa de ser artista. Daí, tudo o que sobra é ficar lendo o nome de 111 bandidos mortos por 24 horas.

        • Fabio Negro

          não tem uma tirinha ou mais saindo todo dia assinado “Laerte”? qual artista que deixou de fazer arte?

          • Se for coisa boa é material antigo. Nos últimos anos ele só fez tirinhas sem sentido.

          • Fabio Negro

            Ah, então NÃO DEIXOU de fazer. Mas se não fizer sentido pra você, não é arte.

            Explicado.

          • Desde quando tirinha é arte? Tirinha é só tirinha…

          • Fabio Negro

            Mano… dá uma relida no seu argumento anterior.
            Ainda bem que o Disqus deixa editar comentário, pq vc se enrolou legal o/

          • Marquito Maia

            Não vejo a hora que alguma editora publique uma antologia com essas tirinhas! Pra mim, elas fazem bastante sentido! As mãos e os fantoches, o criador de reis, os quadrões de segunda na Ilustrada etc.
            Mudando de pato a ganso, o livro “Modelo Vivo” é muito legal! Uma série de tiras do artista com a modelo, os Palhaços Mudos, histórias curtas publicadas anteriormente na Chiclete, Geraldão etc., uma curta inédita (delirante!) e, claro, os desenhos de nu humano! Tudo isso numa edição de muito bom gosto! Tanto antigamente, quanto hoje em dia, Laerte rules!

          • Marquito Maia

            Não vejo a hora que alguma editora publique uma antologia com essas tirinhas! Pra mim, elas fazem bastante sentido! As mãos e os fantoches, o criador de reis, os quadrões de segunda na Ilustrada etc.
            Mudando de pato a ganso, o livro “Modelo Vivo” é muito legal! Uma série de tiras do artista com a modelo, os Palhaços Mudos, histórias curtas publicadas anteriormente na Chiclete, Geraldão etc., uma curta inédita (delirante!) e, claro, os desenhos de nu humano! Tudo isso numa edição de muito bom gosto! Tanto antigamente, quanto hoje em dia, Laerte rules!

  • E Universo, pelo que eu saiba O Laerte é “crossdresser”, e não mudou de sexo (ainda).

    • Dimas Mützenberg

      Laerte é transgênero, não crossdresser.

      • Isso na opinião dele. Ele pode se achar a Rainha da Inglaterra, mas continua sendo um homem sexagenário.

        • Dimas Mützenberg

          Então se entendi bem, só seria aceitável o artigo no feminino se ele tivesse mudado de sexo, no sentido de uma cirurgia. É isso?

          • Aceitável ou não é irrelevante. Ele nasceu homem, é homem e vai morrer homem.

  • Heberton Arduini

    Sempre bom ver o trabalho de uma cartunista. Não sei o conteúdo mas baseado nos trabalhos anteriores pode se esperar coisa boa.

  • Fabio Negro

    Que hiato de seis anos é esse, aí??????????????????

    • Dimas Mützenberg

      Acredito que se refira ao Muchacha, o último lançamento de HQs inéditas. Os outros trabalhos que saíram – que eu lembro de cabeça, Lola a Andorinha e o livro com Rita Lee – são coletâneas de trabalhos da internet. Acho que o critério é esse.

      • Fabio Negro

        Não sabia que o trabalho com a Rita Lee não era original para a Quadrinhos na Cia.

        Mas ainda assim considero picaretagem esse anúncio de “hiato”.

  • Pedro Aguirre

    De volta à Idade Média nos comentários…