Cascão e Chico Bento completam 700 números e ganham edições comemorativas

Por Samir Naliato
Data: 31 outubro, 2016

Cascão e Chico Bento, dois dos mais famosos personagens da Turma da Mônica, estão completando 700 números de suas respectivas revistas.

Tanto a primeira edição de Cascão quanto a de Chico Bento foram publicadas pela Editora Abril, em agosto de 1982. Ambas as séries tinham periodicidade quinzenal e duraram 114 edições, algo que continuou quando mudaram para a Editora Globo, em 1987, pela qual tiveram 467 números.

Já em 2007, quando passaram a ser lançadas pela Panini Comics, se tornaram mensais. A primeira série durou 100 edições, e então a numeração foi reiniciada.

Somando essas quatro séries por três editoras diferentes, os dois títulos completam a marca que agora é comemorada pela Panini com edições especiais e capas variantes.

A celebração acontecerá em Cascão # 19 e Chico Bento # 19, que serão vendidas em novembro. Cada revista terá duas capas variantes nas bancas e outra especial, em estilo vintage, para a Comic Con Experience – CCXP.

Em Cascão # 19, a história Cascão 700 faz uma retrospectiva da vida do melhor amigo do Cebolinha, que sempre participa de seus planos infalíveis para derrotar a Mônica e conquistar a rua, levando muitas coelhadas, mas é capaz de fugir de água numa fração de segundo. Nesta aventura, Capitão Feio reúne a SUJOCA para derrotar o Cascão viajando pelas edições passadas da revista.

Em Chico Bento # 19, a história Como será o futuro? coloca o menino da roça numa situação inusitada: Chico anda muito preguiçoso até que um jacaré mágico revela o futuro para ele aprender uma importante lição.

Clique abaixo para ampliar as capas.

Cascão # 700Cascão # 700Chico Bento # 700Chico Bento # 700

• Outros artigos escritos por

.

  • E que venham muitas mais!

  • James

    Todas as Palmas!
    Aprendi a ler por conta própria com essa turminha.
    E ainda gosto muito!

  • Emerson Penerari

    Muito legal! Tenho as respectivas n° 1 (da Abril e da Globo) de ambas até hoje! Fantástico saber que esses personagens tão relevantes chegaram ao n° 700, somando-se todas as editoras! Até me lembro que, pouco tempo depois de lançada na Abril, rolou uma espécie de proibição ao Chico Bento e ele teve que falar corretamente em algumas edições, até o Maurício conseguir provar que sua homenagem ao linguajar caipira não era prejudicial à alfabetização infantil. Óia Nóis Aqui!

  • Dyel Dimmestri

    Eu só posso dizer:
    PARABÉNS!!!
    É uma pena não terem liberado a imagem da capa variante da CCXP…Seria legal ver como ficou.
    Só liberaram a imagem da capa variante para as bancas.

  • Henrique Brum

    lembro quando assinava…vinham dois pacotes por mês…um com cebolinha outro com monica…e os dois com o resto da turma…msm com os titulos começando depois eles passaram os titulos principais por serem quinzenais…Turma da monica já foi muito bom…o começo que vemos na coleção historica era mais fantasioso e muito boas, já a fase que li quando criança na editora globo era mais de identificação, dia a dia comum, otimas também…nos ultimos anos ficou muito fraco, usam muito os personagens sabendo que são personagens de quadrinhos com historias non-sense…tira toda a identificação do leitor com o personagem…fora a arte que caiu muito a qualidade…mas sempre vou ter um carinho nostalgico pela turma…

  • Parabéns Mauricio de Sousa, vc é o cara dos quadrinhos! Obrigada, mais uma vez por me incentivar a conhecer as primeiras letras. Bjs

  • Diogo Carreira

    Blá, blá, blá, como eu preciso ser diferentão e do contra, a Panini e o estúdio Maurício de Souza não estão inventado nada, essa prática já é velha no mercado americano, a marca de 700 edições, por editoras diferentes ou não, merece ser comemorado sim, principalmente num país como o nosso que não valoriza a leitura e principalmente por se tratar de hq, algo relegado a criancas ou mesmo marginalizado em nossa cultura.